Algas marinhas do oceano Atlântico



As algas marinhas estão reconhecidas cientificamente como um alimento de alto valor nutricional.
Assim dizem os investigadores que estudaram as algas de Algamar em Espanha.

Pelo seu baixo conteúdo em calorias e gorduras,
Pela alta concentração de minerais, vitaminas, proteínas (aminoácidos essenciais) e carbohidratos indigeríveis que apresentam,
Pelo seu destacado nível de fibra dietética,
Pelo seu elevado conteúdo em nutrientes,
As algas som uma óptima fonte mundial de alimento
(Consejo Superior de Investigaciones Científicas – 1999)

Alimento rico em proteínas, minerais, vitaminas e outros nutrientes específicos, como os ácidos gordos poliinsaturados.
Destaca-se o seu alto conteúdo em minerais e oligoelementos. Todos os elementos que o ser humano necessita encontram-se nas algas em quantidades suficientes.
(Universidad Complutense de Madrid – 2001)

Elas, os mais antigos seres vivos no planeta, são também umas das poucas verduras silvestres, um verdadeiro luxo nestes tempos.
São um recurso natural que se renova anualmente no mar e por isso significam um alimento estável e com continuidade.


RESUMO DAS PROPRIEDADES DAS ALGAS ATLÂNTICAS

A maior fonte de sais minerais(cálcio e ferro, fósforo, magnésio, etc.) e oligoelementos (praticamente todos, destacando: iodo, silício, zinco, manganésio, cobre, selénio, etc.)
A sua abundante fibra é saciante e ligeiramente laxante pelo que facilita o trânsito intestinal.
Os seus aminoácidos complementam as proteínas dos demais alimentos:
Contêm todos os aminoácidos essenciais e 9 não essenciais.
As vitaminas, com destaque para os grupos A e C.
Fortalecem os ossos, cabelo e unhas.
Além de nutrir, estimular o metabolismo e a circulação, ajudar a controlar o peso, e ativar as nossas defesas.





0 comentários:

Enviar um comentário


Posts Mais Populares

PUBLICIDADE
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...