Hálito (mau)



COMA
• Legumes e maçãs cruas, para proteger as gengivas.
• Cereais integrais e água, para evitar a prisão de ventre.
• Cenouras, brócolos, espinafres e citrinos, para obter betacaroteno e vitamina C.
REDUZA
• Açúcar, doces, bebidas doces, bolos e bolachas, para proteger os dentes e gengivas e eliminar a placa bacteriana.
EVITE
• Alho, cebola e especiarias.
• Álcool e toda a espécie de tabaco.

Não sendo provocada por doença, a halitose, designação médica do mau hálito, pode em geral ser eliminada através de hábitos alimentares sensatos e uma boa higiene oral. O meu hálito é um problema trivial, com frequência resultado da ingestão de alimentos condimentados, alho álcool ou cigarros.
Os distúrbios digestivos e a prisão de ventre podem causar mau hálito, e ainda neste caso uma dieta cuidadosa pode ajudar. Consulte o médico ou dentista se a causa do problema não for facilmente identificável ou remediável.
Elimine o cheiro de alguns alimentos mastigando um pezinho de salsa fresca após a refeição. Escove regularmente os dentes com uma boa escova e coma muitos alimentos ricos em fibras, como legumes frescos, maçãs e pêras, para massajar as gengivas. Evite a formação de placa bacteriana, reduzindo as bebidas e alimentos doces, em especial os que agarram os dentes. Utilize o fio dental tão frequentemente quanto possível.
Gargareje com um colutório preparado com 30 gotas de tintura de mirra (à venda nas farmácias) num copo de água morna. Os colutórios comerciais anti-septicos podem destruir todas as bactérias, nocivas e benéficas.
Na origem do mau hálito podem estar problemas da boca, nariz e seios perinasais, pulmões e aparelho digestivo e ainda o sedativo paraldeído. No caso dos seios perinasais e catarro, reduza a ingestão diária de lacticínios. Ou deite 5 ou 6 gotas de óleo de eucalipto numa taça de água quente e inale o vapor.
Para evitar as infecções torácicas crónicas, que devem ser seguidas pelo médico, não fume e coma muitas cenouras, brócolos, espinafres e citrinos, pelo seu teor de betacaroneto e vitamina C, que ajudam a proteger o tecido pulmonar.
A prisão de ventre, as úlceras e a má digestão provocam mau hálito. As pastilhas hortelã-pimenta e elásticas podem esconder a situação, mas é preferível enfrentar a causa aumentando o consumo de fibras e líquidos. Coma pão integral, frutas e legumes e beba mais um ou dois copos de água por dia.

O HÁLITO, INDICADOR DA SAÚDE
O hálito pode ser decisivo para o diagnóstico médico - o cheiro a acetona do coma diabético, o cheiro a amoníaco da uremia e o cheiro a peixe insuficiência hepática. Mas a causa mais comum do problema encontra-se em geral na boca: dentes estragados, abcessos, inflamação ou infecção das gengivas, resíduos de alimentos em decomposiçao ou úlceras de boca.





0 comentários:

Enviar um comentário


Posts Mais Populares

PUBLICIDADE
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...